Resumo: Sagarana

A obra Sagarana contém nove histórias. Pelo número de páginas de cada uma, elas até poderiam ser classificadas como novelas, ao invés de contos.

Foco Narrativo

  1. O Burrinho Pedrês   -  terceira pessoa.
  2. A Volta do Marido Pródigo   -  terceira pessoa.
  3. Sarapalha   -  terceira pessoa.
  4. Duelo  -  terceira pessoa.
  5. Minha Gente   -  primeira pessoa.
  6. São Marcos   -  primeira pessoa.
  7. Corpo Fechado  -  terceira pessoa.
  8. Conversa de Bois  -  terceira pessoa.
  9. A Hora e a Vez de Augusto Matraga   -  terceira pessoa.

Neste livro preponderam as histórias contadas na terceira pessoa, com um narrador onisciente. Apenas dois contos, Minha Gente e São Marcos, são narrados na primeira pessoa; neles o narrador é um dos personagens da trama.

Tempo

Tudo se passa no começo do século XX.

Cenário

Cada história desse livro é encenada no sertão de Minas Gerais.

Linguagem

 A linguagem de Guimarães Rosa não pode ser meramente enquadrada como regionalista. Ele se vale de um dialeto sertanejo nas páginas de seu livro e o mescla aos célebres neologismos e a inúmeros arcaísmos.

Arquivado em: Resumos de Livros