Clima árido

Graduanda em Geografia (IFSP)
Graduada em Biologia (UNICSUL, 2018)

Ouça este artigo:

A palavra árida vem do latim Aridus, que significa seco, portanto sua característica principal é a falta de umidade, gerando uma elevada amplitude térmica diária e sazonal. Os índices pluviométricos são inferiores a 250 mm/ano. Os desertos são formados em regiões de clima árido.

Segundo a classificação de Köppen-Geiger, o Clima Árido é classificado como Bwh ou Bwk. A primeira letra “B” representa o clima geral da região que é Seco, o “w” representara o regime de chuva que nesse caso se dá no verão. A última letra retrata a temperatura característica dessas regiões, sendo o “h” regiões de temperatura quente e o “k” são regiões de temperaturas frias.

A falta de chuvas anuais e a alta taxa de evapotranspiração (perda de umidade que se dá pela evaporação direta e a evaporação da umidade da vegetação) aumentam as chances de desertificação nas regiões onde esse clima é predominante. Nesse sentido o relevo de uma região, junto com as correntes marinhas frias afetam os níveis de umidade. Formam os ecossistemas de desertos costeiros, localizados perto dos trópicos. Esse clima cria um ambiente único e por sua vez, espécies únicas de fauna e flora que ao longo dos milhares de anos foram capazes de desenvolver várias formas de adaptações para viver nesses ambientes extremos.

A característica do Clima Árido que o difere do Clima Desértico é o fato dele também se desenvolver em lugares frios como no Ártico e na Antártica, que por conta das baixas temperaturas, a precipitação ocorre em forma de neve, não permitindo a formação de chuvas, deixando o clima seco e frio. Os Climas Áridos gelados se encontram nos polos do planeta, a precipitação em forma de neve permite a formação das geleiras e devido ao ângulo de inclinação da Terra, os invernos são rigorosos e duram até 6 meses com pouca insolação, e os verões curtos e frios. A precipitação é de até 100mm. O solo é simples ou formado por rocha matriz nas geleiras. A variedade de vegetação e fauna é baixa. Nos locais onde o solo permite, a vegetação é composta por musgos, gramíneas e outras vegetações rasteiras. A fauna é formada principalmente por animais aquáticos, ursos polares (apenas no Ártico), aves, lobos e raposas. Devido a água nos polos estar congelada e a precipitação ocorrer em forma de neve, não permite que o ar fique úmido, gerando a característica seca dos Climas Áridos.

Diferente dos desertos gelados, existem algumas regiões áridas que têm uma quantidade de chuva e umidade maior, essas regiões ficam localizadas mais próximas aos trópicos, recebendo mais ventos contendo uma alta umidade durante todo o ano, gerando chuvas esporádicas e tempestades, porém o solo dessas regiões por serem mais arenoso e/ou rochoso não permite a filtragem e absorção da água, com isso a água evapora muito mais fácil e rapidamente.

A zonas atmosféricas de altas pressões também permitem as condições áridas, tendo em vista que impedem o ar úmido de chegar a essas regiões. Grande parte dos desertos quentes e secos estão perto do Trópico do Câncer ou do Trópico de Capricórnio. A precipitação em desertos quentes e secos é baixa e concentradas em períodos curtos.

Arquivado em: Clima