Classificação climática de Köppen-Geiger

Licenciatura em Geografia (UNESP, 2013)

A classificação climática é uma tentativa de reunir o maior número de elementos possíveis que possam caracterizar os diferentes climas existentes em grupos distantes como, por exemplo: temperatura, precipitação, radiação e vento. É feita a partir de zonas, como: zonas polares, temperadas, tropical, subtropical e equatorial.

O sistema de classificação climática mais utilizada na climatologia, ecologia e geografia é o de Köppen–Geiger, que é uma classificação genérica, lançado pela primeira vez em 1900, onde Köppen relacionava o clima com a vegetação, a partir de critérios numéricos que definiriam os tipos climáticos, porém em algumas ocasiões esta classificação não apresenta parâmetros para distinguir quanto às regiões e biomas distintos. Segundo Ayoade (1996), este primeiro modelo baseava-se nas zonas de vegetação do mapa de vegetação feito por Alphonse de Candolle. O modelo foi revisado em 1918, dando maior atenção à temperatura, à precipitação pluvial e às suas características sazonais. Estabeleceu-se assim cinco tipos climáticos principais, designados pelas letras maiúsculas:

  • A - Climas tropicais chuvosos
  • B - Climas secos
  • C - Climas temperados chuvosos e moderadamente quentes
  • D - Climas frios com neve-floresta
  • E - Climas polares

Onde:

  • A – o mês mais frio tem temperatura média superior a 18ºC. A precipitação pluvial é maior que a evapotranspiração anual, prejudicando a sobrevivência de algumas plantas tropicais.
  • B- a evapotranspiração média anual é maior do que a precipitação anual.
  • C - a temperatura média varia entre -3ºC e 18ºC no mês mais frio.
  • D – com temperatura média abaixo de -3ºC o mês mais frio e temperatura média maior do que 10ºC para o mês mais quente.
  • E – temperatura média menor do que 10ºC para o mês mais moderadamente quente

Pós esta classificação, adicionou-se um grupo de climas de terras-altas, que ficou representado pela letra H. Esta classificação ainda passou a ter duas subdivisões. A primeira realizada pela distribuição sazonal de precipitação, como podemos visualizar abaixo:

  • f – úmido o ano todo (A, C, D)
  • m- de monção, breve estação seca com chuvas intensas durante o resto do ano (A)
  • w – chuva de verão (A, C, D)
  • S- estação seca de verão (B)
  • W - estação seca de inverno (B)

A segunda são características para a temperatura:

  • a – verão quente, temperatura média acima de 22ºC
  • b – verão moderadamente quente, sendo o mais quente com média inferior a 22ºC
  • c- verão breve e moderadamente frio,
  • d- inverno muito frio, sendo a temperatura média menor do que -38ºC para o mês mais frio.

E para as regiões áridas (BW e BS), temos as siglas:

  • h – quente, temperatura média anual maior que 18ªC
  • k – moderadamente frio, com temperatura média anual menor que 18ºc

Sendo possível observar suas variações na tabela abaixo:

  • A - Climas tropicais chuvosos
    • Af - Clima tropical chuvoso de floresta
    • Aw - Clima de savana
    • Am - Clima tropical de monção
  • B - Climas secos
    • BSh - Clima quente de estepe
    • BSk - Clima frio de estepe
    • BWh - Clima frio de deserto
  • C - Climas temperados chuvosos e quentes
    • Cfa - Úmido em todas as estações, verão quente
    • Cfb - Úmido em todas as estações, verão moderadamente quente
    • Cfc - Úmido em todas as estações, verão moderadamente frio e curto
    • Cwa - Chuva de verão, verão quente
    • Cwb - Chuva de verão, verão moderadamente quente
    • Csa - Chuva de inverno, verão quente
    • Csb - Chuva de inverno, verão moderadamente quente
  • D - Clima frio com neve-floresta
    • Dfa - Úmido em todas as estações, verão quente
    • Dfb - Úmido em todas as estações, verão frio
    • Dfc - Úmido em todas as estações, verão moderadamente frio e curto
    • Dfd - Úmido em todas as estações,  inverno intenso
    • Dwa - Chuva de verão, verão quente
    • Dwb - Chuva de verão, verão moderadamente quente
    • Dwc - Chuva de verão, verão moderadamente frio
    • Dwd - Chuva de verão, inverno intenso
  • E - Climas polares
    • ET - Tundra
    • EF - Neve e gelo perpétuos

Referências Bibliográficas:

AYOADE, J. O. 1996. Introdução á climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil.

Arquivado em: Clima