Geografia do Piauí

Licenciada em Geografia (UFG, 2003)

O estado do Piauí, está localizado na Região Nordeste e sua área corresponde a 251.616,823 km² que está subdividida em 224 municípios. A palavra que dá nome ao estado tem origem no Tupi e significa algo como “o rio dos piaus”: piau-i. Quem nasce no Piauí é chamado piauiense.

O estado faz limite com o Ceará a nordeste, com o estado de Pernambuco a sudeste e ao sul, limita-se com a Bahia. A sudoeste, possui uma estreita fronteira com o estado do Tocantins e em quase toda extensão norte, faz limite com o também estado nordestino do Maranhão, ao qual carrega muitas características semelhantes nos aspectos naturais.

O extremo norte do estado faz fronteira com o Oceano Atlântico. O Piauí possui um modesto litoral – se comparado com os demais estados costeiros do Brasil – conta com 66 km de praia.

Mapa escolar do Piauí. Clique para ampliar. Fonte: IBGE.

População

De acordo com o IBGE a população estimada em 2018, no estado do Piauí era de 3.264.531 pessoas. O Piauí conta com uma densidade demográfica de 12,40 habitantes por quilômetro quadrado (hab/km2). No entanto, a distribuição da população piauiense não é homogênea. Na porção norte do estado, bem como na região centro-leste há um grande adensamento populacional, enquanto que na região centro-sul e sul há baixíssimas densidades demográficas.

Qualidade de vida e economia

Em virtude de fatores históricos, naturais e econômicos, o Piauí, possui indicadores de qualidade de vida muito inferiores à média nacional. Por exemplo o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) está em torno de 0,646, é o 24º entre os 27 estados. A taxa de Mortalidade Infantil em 2017 era de 16,24 óbitos em cada mil nascidos vivos antes de completar um ano de idade, o 3° lugar entre os estados.

As atividades econômicas mais importante do estado do Piauí são a agropecuária - principais produtos são, milho e soja, rebanho bovino e criação de aves (frango), a indústria de alimentos, minerais não-metálicos, bebidas, o comércio e os serviços, além da construção civil.

Relevo

O relevo do Piauí possui duas formações. A maior parte, a sul e a leste encontram-se as elevações de planaltos e chapadas do Planalto Brasileiro ou ali chamado de Planalto Nordestino ou ainda Planalto da Bacia do Parnaíba. As maiores altitudes encontram-se na Serras Grande, Uruçui, Tabatinga, Bom Jesus da Gurgueia e Chapada das Mangabeiras.

Na porção norte, mais próxima ao litoral encontra-se Planície Costeira, formada por terrenos sedimentares, planos e com baixa altitude.

Clima

Na região oeste do estado predomina o clima tropical com uma estação chuvosa e outra seca e com médias de temperatura em torno de 25ºC e pluviosidade média anual de 1500 mm.

Já nas porções central e leste predomina o clima semiárido, que tem as mesmas médias de temperatura do clima tropical, mas conta com um longo período de estiagem que chega a ter apenas 600 mm anuais de médias de chuvas.

Vegetação

O Estado do Piauí possui uma das maiores diversidades no que diz respeito ao aspecto e características de sua vegetação. Considerada em um contexto macro, apenas como uma área de transição entre a caatinga e a mata dos cocais, o território piauiense conta, na verdade, com, pelo menos, quatro tipos distintos de coberturas vegetais. Vejamos:

  • No extremo norte, próximo ao limite com o Oceano Atlântico, encontra-se a Vegetação litorânea, composta especialmente por manguezais, típicos das áreas alagadas de água salgada ou salobra.
  • A porção sudeste do estado está sob o domínio da Caatinga, vegetação típica do sertão nordestino. Adaptada a longos períodos de estiagem é composta por árvores baixas e esparsas, arbustos e cactáceas como a palma.
  • Entre os rios Paraíba e Gurguéia, o sul piauiense está ocupado pelo Cerrado, que é um tipo de savana, com árvores médias e pequenas, com troncos retorcidos e cascas grossas. Quando próxima das águas é sempre verde e possui diversas fitofisionomias distintas.
  • Na porção noroeste do estado, na divisa com o Maranhão é encontrada a Mata dos Cocais no Meio Norte da Região Nordeste. Rico em palmeiras como o babaçu e a carnaúba, é uma mata de transição entre a Floresta Amazônica e a Caatinga.

Leia mais: vegetação do Piauí.

Hidrografia

A hidrografia do Piauí é composta essencialmente por rios intermitentes, ou seja, que secam no período de estiagem. Com exceção do Rios Parnaíba, parte do Rio Gurgueia e parte do Uruçuí-preto, os demais perdem volume de água ou secam no período de estio.

Fontes:

https://www.dicionariotupiguarani.com.br/dicionario/piaui/

CARTOGRAFIAS DO PIAUÍ: RELACIONANDO INFRAESTRUTURA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Paulo Antônio Barbosa Júnior, Giovana Mira de Espindola, Eduilson Lívio Neves da Costa Carneiro - https://revista.ufrr.br/rga/article/view/3313

https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pi/panorama

DEPEC –Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos - abril de 2019 https://www.economiaemdia.com.br/EconomiaEmDia/pdf/infreg_PI.pdf

Fundação CEPRO Piauí em Números. Teresina, 8.ed.1.Situação socioeconômica–Piauí - http://www.cepro.pi.gov.br/download/201104/CEPRO06_aff9b5f5a6.pdf

Arquivado em: Piauí