Floresta Temperada

Por Graziele Kaminski Guidi
O bioma denominado floresta temperada é o típico de certas regiões da Europa e do leste da América do Norte, Japão, Austrália e extremidades da América do Sul onde o clima é temperado e as quatro estações do ano são bem delimitadas.

Florestas temperadas pelo mundo

Florestas temperadas no mundo.

Flora

Nessa floresta predominam as plantas decíduas ou caducifólias, ou seja,  as folhas adquirem colorações amareladas e alaranjadas e começam a cair, perdem as folhas no fim do outono e as readquirem na primavera. Essa perda das folhas é uma adaptação ao inverno rigoroso ou estação seca, pois faz com que a planta reduza sua atividade metabólica, conservando a água durante o período em que a maior parte dela fica imobilizada no solo sob forma de gelo, suportando assim as baixas temperaturas.

Carvalhos-alvarinho e negral (ainda com o tom verde), carvalhos-americanos (avermelhados), bétulas e bordos (amarelelados) castanheiros, tramazeiras, freixos (todos ainda de verde, também).

Carvalhos-alvarinho e negral (ainda com o tom verde), carvalhos-americanos (avermelhados), bétulas e bordos (amarelelados) castanheiros, tramazeiras, freixos (todos ainda de verde, também).

Na Europa, as árvores características da floresta temperada são os carvalhos e as faias. Já na América do Norte predominam os bordos, e também algumas espécies de bétula, carvalhos, pinheiros, sequóias e faias. Além dessas árvores, estão presentes também arbustos, plantas herbáceas e musgos.

Nas florestas temperadas chega a haver quatro camadas de vegetação:

  • Uma camada de árvores, cujas copas formam uma cobertura contínua, com cerca de 8 metros a 30 metros de altura;
  • Uma camada de arbustos, com cerca de 5 metros;
  • A camada de capins e outras plantas herbáceas (não lenhosas), que florescem tipicamente na primavera antes das árvores refazerem as frondes (copa);
  • A camada rasteira, que consiste de musgos e hepáticas, cobertas por uma camada de folhas caídas.

Fauna

Em relação a fauna, a floresta abriga várias espécies de mamíferos, entre eles os veados, javalis, raposas, leões da montanha e doninhas, além de pequenos mamíferos arborícolas (que vivem nas árvores) como esquilos e arganazes. As aves também estão presente nessa floresta, como as corujas.

Exceto no inverno, a floresta é um lugar barulhento, na primavera as aves anunciam seus territórios, os esquilos tagarelam e gritam, e as rãs e os insetos fazem o coro nas noites de verão. Quando chega o outono, o silêncio começa a invadir a floresta. Geralmente, mais de 75% das aves emigram, as demais abandonanm seus territórios e se reúnem em bandos, à procura de abrigo em  florestas ou nos vales dos rios.

Panda-vermelho (Ailurus fulgens) mamífero arborícola que pertence à família Ursidae e que vive nos Himalaias e no sul da China, nas florestas temperadas de altitude. (Foto: Brunswyk / Wikimedia / CC 3.0)

Panda-vermelho (Ailurus fulgens) mamífero arborícola que pertence à família Ursidae e que vive nos Himalaias e no sul da China, nas florestas temperadas de altitude. (Foto: Brunswyk / Wikimedia / CC 3.0)

Os mamíferos se protegem do frio em troncos ocos. Os morcegos hibernam (período de dormência ou inatividade), suas temperaturas caem quase à congelação e todos os seus processos metabólicos ficam diminuídos. Os ursos que adquiriram gordura durante todo o verão, mantêm a temperatura do corpo, mais ficam em estado de topor, é nesse período que dão cria. A maioria dos insetos e de outros invertebrados abandona as árvores e arbustos e migra para o solo. Muitas espécies sobrevivem somente em forma de ovos ou outros estágios imaturos, ou ainda como organismos dormentes ou semidormentes, para emergir na primavera, quando a vida volta à floresta.

Mesmo que as florestas temperadas não apresentam uma biodiversidade a se comparar com as florestas tropicais, são encontradas espécies únicas de fauna e flora.

Solo

Abaixo da camada rasteira encontra-se o solo da floresta, sempre rico, de cor parda. O solo é constituído principalmente de material orgânico (partes de vegetais, insetos e outros animais em decomposição) e de bactérias, protozoários, fungos, vermes e artrópodes que se alimentam dessa matéria orgânica.

As raízes das plantas penetram o solo alguns metros e adicionam materia orgânica quando morrem. Os espaços deixados pelas raízes mortas e pelos fungos, pelas minhocas e outros animais pequenos, fazem do solo uma esponja, que conserva água e minerais. A terra que já foi coberta de floresta temperada é então muito boa para a agricultura.

Fonte:
AB'SABER, A. N. Ecossistemas do Brasil. Metalivros, 2006.
COUTO, Ronaldo Graça. coord. Ecossistemas Brasileiros. BRASIL: Index, 1988.
CURTIS, Helena. Biologia. Ed. Guanabara. Segunda edição. Rio de Janeiro. 1977.
FRONTIER, Serge. Os ecossistemas. Instituto Piaget, 2001.
Foto: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Ailurus_fulgens_RoterPanda_LesserPanda.jpg