Floresta temperada

Curta e Compartilhe!


Por Monik da Silveira Susçuarana

A floresta temperada inclui uma diversidade de tipos de vegetação e caracteriza-se pela presença de árvores com folhas largas, principalmente decíduas. De acordo com as características das regiões onde ocorrem, as florestas temperadas podem ser: floresta decídua temperada e floresta pluvial temperada.

Floresta temperada na Patagônia. Foto: Richard Webb [CC-BY-2.0] / via Geograph.org.uk

Floresta temperada na Patagônia. Foto: Richard Webb [CC-BY-2.0] / via Geograph.org.uk

Floresta decídua temperada

Ocorre em regiões com estações do ano fortemente marcadas, como o leste da América do Norte, centro da Europa e leste da Ásia (Coreia, Japão e partes da China). Na América do Sul pode ser encontrada no Chile e Paraguai. Encontra-se também na Nova Zelândia e sul da Austrália.

É formada por árvores que constituem um dossel moderadamente denso, permitindo entrada de luz e resultando em uma vegetação arbustiva diversificada. Estruturalmente, existem quatro estratos principais de vegetação:

  1. Estrato arbóreo, com árvores altas (entre 18 e 30 metros de altura), entre as quais se destacam o carvalho (Quercus sp.), faia (Fagus sp.), vidoeiro (Betula sp.) e o bordo (Acer sp.);
  2. Estrato arbustivo, de 3 a 5 metros, onde se encontra a amoreira silvestre (Rubus sp.);
  3. Um estrato herbáceo, com plantas que florescem na primavera, como capins e ervas;
  4. Estrato rasteiro formado por liquens e musgos.

Devido à grande variação sazonal, com temperaturas que variam entre -30ºC e +30ºC, plantas e animais respondem às mudanças climáticas em seus padrões de crescimento e reprodutivos. As árvores perdem suas folhas ao final do outono. Antes de cair, as folhas vão adquirindo colorações desde o vermelho brilhante até o dourado. A perda das folhas é uma preparação para o inverno, período no qual a água não está disponível e as árvores ficam cobertas por neve. As folhas voltam a crescer na primavera e se desenvolvem muito bem no verão, quando a umidade e a temperatura são adequadas. A queda de folhas propicia um solo rico em matéria orgânica.

Panda-vermelho (Ailurus fulgens) mamífero arborícola que pertence à família Ursidae e que vive nos Himalaias e no sul da China, nas florestas temperadas de altitude. (Foto: Brunswyk / Wikimedia / CC 3.0)

Panda-vermelho (Ailurus fulgens) mamífero arborícola que pertence à família Ursidae e que vive nos Himalaias e no sul da China, nas florestas temperadas de altitude. (Foto: Brunswyk / via Wikimedia Commons / CC-BY-SA 3.0)

A fauna inclui animais herbívoros, como cervos, coelhos, doninhas, e esquilos; onívoros como racuns, opossuns, cangambás e urso marrom e carnívoros como leões da montanha, raposas, lobos e linces. Os carnívoros foram severamente eliminados pela ação antrópica.

No inverno, a floresta muda muito. As aves, como curruíra, beija-flor e papa-moscas, emigram para regiões quentes. Aves residentes, como os pica-paus e chapins, fazem seus ninhos em cavidades das árvores. Os ursos hibernam e sobrevivem devido à gordura que armazenaram durante o verão. A primavera traz vida à floresta, com o nascimento dos animais e eclosão dos ovos.

Floresta pluvial temperada

Possui maior proximidade com os oceanos, o que proporciona variações moderadas na temperatura. Os invernos são mais amenos e os verões mais frios. A precipitação é alta devido à presença de montanhas costeiras que bloqueiam os ventos úmidos do oceano. Ocorre no noroeste da América do Norte e da Europa e em algumas regiões do Chile, Austrália e Nova Zelândia.

Devido a maior umidade, as árvores são enormes e suas folhas são perenes, embora também ocorram espécies decíduas. O estrato mais alto da floresta é formado por coníferas, como as sequoias na Califórnia, que atingem alturas maiores que 90 metros, os abetos, cedros e cicutas. Abaixo do estrato arbóreo ocorrem plantas menores e decíduas, como o bordo, e arbustos como a samambaia. O chão é coberto por musgos e liquens.

Essa floresta abriga animais como as cabras da montanha, cervos, esquilos, marmotas e alces. Os carnívoros são representados por lobos, pumas, coiotes e ursos-negros. Também ocorrem muitos insetos. Muitas aves e roedores se alimentam de sementes que caem no solo.

A exploração das florestas temperadas é bastante antiga. A busca pela madeira e a expansão das áreas de agricultura e pecuária são as principais causas do desmatamento.

Referências
Figueiró, A. Biogeografia: dinâmicas e transformações da natureza. Oficina de Textos, 2015.
Townsend, C. R.; Begon, M. & Harper, J. L. 2010. Fundamentos em Ecologia. 3ed. Porto Alegre: Artmed. 576p.
http://www.brasilsustentaveleditora.com.br/biblioteca-virtual/floresta-decidua-temperada
http://www.brasilsustentaveleditora.com.br/biblioteca-virtual/floresta-pluvial-temperada

 

Arquivado em: Biomas