Gases nobres

Graduação em Química (Centro Universitário Franciscano, UNIFRA, 2014)

Os gases nobres possuem esse nome devido à sua alta estabilidade e consequentemente sua quase rara ligação com outros elementos. Eles fazem parte do grupo 18 da tabela periódica e são pouco reativos nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão).

Estes elementos possuem a última camada com oito elétrons, com exceção do hélio e, portanto, cumprem a regra do octeto o que os torna muito estáveis. Mas o que diz a regra do octeto? Ela infere que todo o átomo que possuir sua última camada eletrônica completa, entende-se com oito elétrons com exceção do elemento Hélio, terá conferida estabilidade. A princípio as ligações químicas ocorrem para que os átomos envolvidos consigam se estabilizar ganhando ou perdendo elétrons e assim chegar a configuração eletrônica estável como a de um gás nobre. É também devido a esse fato que estes gases podem ser encontrados isolados no ambiente. São eles:

Hélio (He): O seu nome vem derivado do sol, pois através da análise espectrográfica da luz provinda dele consegue-se detectar a presença de gás hélio. Este é o único gás nobre que se estabiliza com dois elétrons na última camada. Isso porque ele possui apenas a camada K que pode abrigar no máximo 2 elétrons. Ele possui o menor ponto de ebulição entre todos os elementos, é o segundo elemento químico mais abundante no universo perdendo apenas para o hidrogênio. É utilizado para o enchimento de balões e dirigíveis e como gás de mergulho.

Neônio (Ne): é um gás encontrado abundantemente no universo, mas na atmosfera não, podendo ser produzido sinteticamente. É utilizado em lâmpadas fluorescentes para conferir uma coloração arroxeada à luz e em painéis luminosos para sinalização e propaganda.

Argônio (Ar): Este foi o primeiro gás nobre descoberto e o nome deste elemento vem do grego e significa inativo. É obtido através da decomposição radioativa de um isótopo do potássio (K). É utilizado em extintores de incêndio, iluminação e na solda.

Criptônio (Kr): Encontra-se no estado gasoso. É utilizado principalmente na fabricação de lâmpadas.

Xenônio (Xe): Encontrado como traço na Terra e foi o primeiro gás nobre a ser sintetizado. Muito utilizado na fabricação de lâmpadas.

Radônio (Rn): O seu nome vem do latim e significa derivado do Rádio, em seu processo de decaimento radioativo emite partículas alfa, beta e gama. É utilizado em terapias contra o câncer, substituindo o elemento rádio, por ser mais efetivo. Utiliza-se este elemento também em sismógrafos e como indicador radioativo.

Arquivado em: Química