Serra da Mantiqueira

Licenciatura em Geografia (UNESP, 2013)

A Serra da Mantiqueira faz parte dos planaltos residuais norte-amazônicos, e está localizada em três estados: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, tendo 60%, 30% e 10% de sua extensão respectivamente em cada Estado.

Sua cadeia montanhosa é formada a partir de maciço rochoso, da era Arqueana, a partir de movimentos orogênicos, com 500 km de extensão e altitudes que variam de 1200 a 2800 metros de altitude. Seu ponto culminante de 2.798 metros de altitude é conhecido como a Pedra da Mina, que se encontra na divisa entre os estados de São Paulo e Minas Gerais.

Devido a sua altitude, a Serra da Mantiqueira possui temperaturas mais amenas durante o dia, devido às massas de ar e chuvas que ocorrem nas suas escarpas, e temperaturas próximas ou abaixo de zero nos invernos, podendo ocorrer geadas e até neve em seus picos, sendo esse clima conhecido como tropical de altitude.

Sua área é de transição de biomas da Mata Atlântica e Mata de Araucárias, possuindo grande diversidade no seu ecossistema, com vegetação arbórea densa a araucárias, porém ambas sofrem com os desmatamentos pela agropecuária e utilização da madeira, sendo que a primeira permanece com 8,5% e segunda com apenas 3% de suas áreas originais.

Bibliografia:

http://www.roteiroserrasverdes.com.br/index.php/serra-da-mantiqueira

http://www.comitesm.sp.gov.br/serramantiqueira.php

OLIC, Nelson B., SILVA, Angela C. da, LAZONO, Ruy. Vereda digital geografia. 1.ed. São Paulo: Moderna, 2012.

ADAS, Melhem, ADAS, Sérgio. Expedições geográficas, 6º ano. 1.ed. São Paulo Moderna, 2011.

ADAS, Melhem, ADAS, Sérgio. Expedições geográficas, 8º ano. 1.ed. São Paulo Moderna, 2011.

TERRA, Lygia, ARAUJO, Regina, GUIMARÃES, Raul B. Conexões: estudos de geografia e do Brasil. 3.ed. São Paulo: Moderna, 2015.

Araribá Plus Geografia. Obra coletiva concebida, desenvolvida e produzida pela Editora Moderna: editor executivo Cesar Brumini Dellore. 4.ed. São Paulo: Moderna, 2014.

Arquivado em: Brasil