Tipos de desertos

Mestra em Geografia (Unicamp, 2017)
Bacharela em Geografia (USP, 2014)
Licenciada em Geografia (UEL, 2009)

Desertos são áreas com baixo índice pluviométrico, onde a escassez de água dificulta o desenvolvimento de vida animal e vegetal. Mas, apesar da paisagem monótona e da presença de poucas formas de vida, as zonas desérticas não são todas iguais. É possível definir diferentes tipos de deserto de acordo com os processos geológicos e climáticos de formação dessas áreas, confira:

Desertos em regiões de ventos contra-alísios

Os contra-alísios são ventos secos que sopram na direção do Equador para os trópicos. Esses ventos propiciam a formação de desertos em regiões intertropicais. O Saara é um exemplo de deserto formado pela ação dos contra-alísios. A ação dos ventos, somada ao efeito da continentalidade, impede que massas de ar úmidos cheguem à região.

Esse tipo de deserto apresenta clima muito quente, com temperaturas que ultrapassam os 50º C durante o dia. Os ventos secos dispersam as nuvens permitindo que a radiação solar atinja de forma mais intensa o solo. Esse fenômeno intensifica o índice de evaporação, tornando esses desertos ainda mais secos.

Desertos de latitudes médias

O desertos de latitudes médias estão localizados entre os trópicos e os círculos polares. Esses desertos estão localizados em bacias de escoamento distantes dos oceanos ou em bacias endorreicas e recebem poucas massas de ar úmido. Exemplo: Mojave e Sonora, localizados nos Estados Unidos.

Deserto de Sonora, Arizona (EUA). Deserto de latitude média. Foto: Marc Turcan / Shutterstock.com

Desertos de monção

As monções são provocadas pela diferença de temperatura entre os oceanos e as áreas continentais. As massas de ar úmido são formadas nas áreas oceânicas e chegam até as áreas continentais pela força dos ventos alísios do sul, onde precipitam nas regiões costeiras.

Conforme a monção adentra o continente, ela perde umidade, sendo responsável pela formação de climas áridos. São exemplos de deserto de monção o Deserto de Rajastão, na Índia, e o Deserto de Thar, no Paquistão.

Desertos costeiros

Os desertos costeiros, apesar de estarem localizados próximos aos oceanos, são formados pela ação de barreiras geológicas que bloqueiam as massas de ar úmido. O Deserto do Atacama é um exemplo desse tipo de deserto. As chuvas provenientes do Pacífico, precipitam na face oeste dos Andes e não conseguem atingir o deserto, considerado o mais árido do mundo.

Vale da Lua, no Atacama, Chile. Deserto costeiro formado pela barreira andina, o Atacama é considerado o deserto mais seco do mundo. Foto: Skreidzeleu / Shutterstock.com

Desertos polares

Os desertos polares estão localizados na Groenlândia e na Antártida. Diferente dos outros tipos de deserto, eles não são formados pela ausência de água, mas sim pela escassez de água em estado líquido. A falta de água líquida impede o desenvolvimento de espécies vegetais mesmo nas áreas onde o solo está exposto.

Leia também:

Arquivado em: Biomas, Geografia